Dica de Filme: Dezesseis Luas.




Olaaá pra vocês doces amendoins cheios de açúcar...

Quem aki gosta de livros? \o/

E quem aki gosta de livros q viraram filmes? \\o//


A dica de filme de hoje é um best seller que eu adoreiii ter assistido no dvd antes de ler. Na verdade eu preferi assisti o filme antes de ler o livro pra não sofrer muito com as mudanças bruscas que o próprio filme faz e me deixa totalmente sem chão, como no caso do Querido John (Resenha Aqui) que seriamente me deixou muito triste com a adaptação ao cinema.




Dezesseis Luas é um livro da Margaret Stohl e da Kami Garcia. É um livro sobre bruxas, mas não tem nada de parecido com os livros da J.K Rowling, é outra “espécie” de bruxas. É que quando elas fazem 16 anos seus poderes são invocados pelo lado da luz ou o lado da escuridão, Lena Duchannes morre de medo de não conseguir ir para o lado da luz e esse medo só piora quando ela se apaixona pelo mortal Ethan vishh ai as coisas piram de vez.


Casal Açúcar do Mês *-*
No filme o casal (quase) impossível Ethan Wate e Lena Duchannes são vividos por dois belíssimos atores: Alden Ehrenreich é um novato nas telonas e conseguiu si sair muitíssimo bem, além ser um gato ;). Já a Alice Englert já havia estreado nas telonas com "Ginger-Rosa", mas não deixa ser um rosto novo. Atuaram super bem. ADOREI




Os livros seguem uma sequencia, depois de 16 luas, ai aparecem o 17 e o 18 luas (avá) ninguém ainda ficou sabendo se o filme também haverá a continuação, mas meu coraçãozinho torce pra o SIM.. Um filme tão fofo tem que ter continuação...


Sacrifício. Não é o que chamaria de palavra moderna. As pessoas ouvem a palavra sacrifício, e ficam com medo de que algo seja tirado dele ou de que eles terão que desistir de algo que eles não vivem sem. Sacrifício, pra eles, significa perda num mundo que diz que podemos ter tudo. Mas eu acredito que sacrifício verdadeiro é uma vitória. Isso porque, é necessário livre arbítrio para desistir de algo ou alguém que você ama, ou de algo ou alguém que você ama mais do que a si mesmo. É uma aposta. Sacrificar não vai levar embora a perda e a dor, mas isso ganha a batalha contra a amargura, amargura essa que escurece a luz de todo o valor verdadeiro em nossas vidas.
Dezesseis Luas



Um comentário:

Sabrina de Castro disse...

Adorei o livro, mas me decepcionei bastante com o filme e suas mudanças. Deveria ter feito o mesmo e ter assistido antes de ler alksdakl

Mas a atuação do Alden e da Alice foram ótimas!



~Beijos,
http://mundoencantadodabarbie.blogspot.com

Postar um comentário

Página Anterior Próxima Página Home